sexta-feira, 18 de junho de 2010

Dentro de ti..

Entrei dentro de ti
Leve, fluída
Percorri cada lugar onde me guardas
Encontrei letras soltas que dançam
Coreografias em desalinho
Rodopiam, viram palavras e frases
Entrelaçam-se
E ao som de harpas baloiçam ao vento
São textos, livros , enciclopédias
Adentro-me
Desarrumo as tuas emoções
Cruzo-me com passado e presente
Num folck strot ritmado
Como de uma fonte
Jorram de ti sorrisos e lágrimas
Amuos, tristezas, alegrias
Incertezas
Decepções e outras fantasias
És tu em plenitude
Desnudo como jamais alguém te viu
Sinto o teu respirar
O meu e o teu coração envolvem-se
Ao som de um bolero de Ravel
E um fogo de artificio que se solta
Quando a medo, toco a tua pele
E sinto de novo o teu respirar
Em ti aninho-me
Meu porto seguro
Meu colo
Meu berço de embalar!!!

25 comentários:

Alexandre Júlio disse...

Olá Minha querida Ell,

Que lindo Poema, nos trazes neste dia triste, marcado pela perda da figura maior da nossa Literatura, do nosso amigo Zé Saramago.

Acredita que tu fostes a primeira pessoa em que pensei, quando ouvi a triste notícia ao almoço, da morte do Zé, quantas noites não passastes á lareira, com o teu pai e o Zé.

O Zé partiu, mas continua nos nossos corações, a sua obra este precioso legado, perdurará eternamente.

Um beijinho, de Montemor, Alex.

Bichodeconta disse...

Alex eu hoje levito, procuro por mim e não me encontro.Aqui vai mais um pouco de mim, e quem me conhece sabe sobejamente porque.Serões á lareira, o pai e o Saramago, e nós(e tudo o vento levou.Para quem como eu se questiona muito sobre o que é isso do destino, quis o destino que o corpo do Zé parta amanhã, dia dos meus anos.E digo parte o corpo, porque o resto ficará perpectuado em cada um um dos que conhecendo o Zé ou não , gostam dele e se orgulham do que fez pela literatura, e pela humanidade..Um beijinho..Hoje os meus olhos não são um rio, tem a dimensão do mar!

alfazema disse...

obrigada amiga, por nos fazer pensar ainda mais
beijo

Laura disse...

Olá nina Ell, estive fora no GTinho, foi uma surpresa que fizemos ao Moa em casa do amigo onde ele ia ficar, foi lindo de se ver...já tem fotos..
Um xi da laura

Bichodeconta disse...

Pois, ainda bem que estavas bem e com pessoas tuas amigas. Importante é continuares bem.BEIJINHO, Ell

Laura disse...

Bom sábado em amor, alegria, paz... a menina deve andar muito ocupadinha, se deve...
bichinho de conta, vamos a sair da toca...
Um xi da laura

Bichodeconta disse...

Obrigada amiga..Logo que se esteja com saúde o resto aparece por acrescimo..Tudo de bom.Beijinho, Ell

Osvaldo disse...

Ell;

Passei para deixar um bom dia e um beijinho ao som de um bolero de Ravel...

Desculpa a ausência, os tempos andam um pouco turbulentos na blogosfera, mas acredita que tanto eu como a Ana gostamos muito de vocês.
Quem sabe em Setembro em Tabuaço para um fim de semana do GT?!...

bjs e um grande abraço para o Bras.

da Ana e Osvaldo

Zélia Guardiano disse...

Tão lindo, tão acolhedor, tão democrático este teu espaço, que não resisti e me atrevi: sigo-te!
Virei sempre...
Enorme abraço!

Laura disse...

Ainda há pouco estive a ouvir o bolero de Ravel na flauta transversal, lindo, lindo...

No resteas falo de encontrar o meu ponto G...nem sabia onde era, mas olha, assim já sei...
Abraço da laura

Bichodeconta disse...

Laura , tonta.Não exageres..Só tu pra me fazer rir logo pela manhã.. Beijinho..

Andre Moa disse...

Saramago foi-se?
Não. deixou-nos foice e martelo:
o seu exemplo e seus livros
que ele erigiu com desvelo.

Um abraço solidário, querida Ell.

Foi-se o amigo, ficou a sua virtude.
Para a frente é que é a vida.
Haja saúde!
Beijinhos
André Moa

Bichodeconta disse...

Meu amigo meu irmão
Meu ilustre "camarada"
Foi-se o homem, não a obra
Essa tem pernas de sobra
Para uma eterna jornada..
.......
Quando eu for grande, quero saber como tu usar as palavras..
Amo-vos.Abreijos, Ell

JE VOIS LA VIE EN VERT disse...

Querida Bichinho,

Continuas enrolado no teu cantinho ?
Estou a ver que estás a ser embalada e num porto seguro - belo poema, amiga ! -
Agora só vives com ele no teu colo e na tua quintinha ?
E os amigos ?
Neste momento, os amigos, pelo menos, os que conheço, andam um pouco adormecidos, são férias, são actividades, são ....
E também faço parte dos que têm pouco tempo para a blogosfera mas venho na mesma !
Beijocas, amiguiha !
Verdinha

Rafeiro Perfumado disse...

A primeira parte do texto roça o erotismo... :)

Graça Pires disse...

"Em ti aninho-me
Meu porto seguro
Meu colo
Meu berço de embalar!!!"
Que bom...
Beijos.

JE VOIS LA VIE EN VERT disse...

Fechar o teu blog ? Nem pensar nisso !
Ignora os que te maltrataram, é o melhor que hás de fazer e não abandonas tudo assim mas o que é isso ?
Força bichinho de conta, tens tantas pernocas, tens que avançar para a frente !
Beijinhos
Verdinha

tulipa disse...

OLÁ ELL

perdemos o rasto uma da outra, mas...hoje fui visitar o blog do Osvaldo e encontrei-te por lá e vim logo fazer uma visita.
Uma surpresa!!!

Ando a precisar de mudar de ares...de respirar ar puro, com oxigénio saudável...estes calores dão cabo de mim.

Estou a fazer uma reportagem fotográfica sobre um passeio de barco no rio Sado, convido-te a vires respirar aquele ar da serra e do rio.
Fica bem.
Beijokas.

mundo azul disse...

__________________________________


...que bonito! Seus versos falam muito do que sinto, amiga...


Beijos de luz e o meu especial carinho!!!


________________________________

tulipa disse...

Divulgo aqui a lista dos nomeados com um "Miminho de Verão" e espero que passe por lá para buscá-lo:

Osvaldo - http://mautristeefeio.blogspot.com/
Bichodeconta (Ell) - http://alvesbesuga.blogspot.com/
Luís Coelho - http://luisrcoelhohotmailcom.blogspot.com/

Beijinho.
Bom fim de semana.

Antonia Ruivo disse...

Sim e não, um senão

Se…não é um castelo de espuma
Edificado no leito do rio
Senão é pensamento, irrisório
Tanta vez gasto pela mente informe
Se…não o contrário de se…sim

Num sim se abraça a vida
Se desfaz castelos de espuma
Um sim alarga o horizonte
Transporta o corpo pelas vicissitudes
Alimenta a alma, sacia a sede de esperança

Haja o que houver entre o sim e o não
Existe sempre uma vontade
A vontade demove o não
Eleva o sim pelo nascente
A vontade transporta no vento suão
A força do querer num tímido… sim


Obrigado Mel pela visita, que retribuo com agrado, gostei do seu blogue tem imagens muito bonitas.

JE VOIS LA VIE EN VERT disse...

Olá amiguinha Bichinha,

Li a tua preocupação com a Laura.
Não te preocupas, ela está bem , não está doente. Não deve ter acesso à internet. Daqui em breve, está de volta à blogosfera com muita genica como sempre !
Beijinhos
Verdinha

Laura disse...

Ah, doente euuuu? sim, estive mas isso foi há meses... agora? de dias felizes nos Algarves na companhia do Nuno...logo de seguida Tabuaço, Viseu em profundidade, ah...cá estou esperando novo post..novos risos e sorrisos pois a vida não me deita abaixo, euzinha não deixo..

beijinhos para ti e homem da farda azul.. laura

Espaço do João disse...

Mas...Que é feito desta se

Senhora que não diz nada há muito tmpo? Espero que tudo esteja sobre rolamentos.
Um beijo amigo. João

Bichodeconta disse...

Não João, os rolamentos empancaram, algum grão de areia entrou na engrenagem..Pouco venho á net, não tenho estado bem, e se primeiro me afastei um pouco para fazer o jogo no facebook , neste momento acho que vou fechar as portas do estabelecimento..Aqui não entra cliente, a casa está ás moscas.. Um beijinho e o desejo de que tudo esteja bem..